Início Cristianismos Orientais Cristianismos Orientais e Sistemática

Cristianismos Orientais e Sistemática

312
0
COMPARTILHAR

Os cristianismos orientais sempre voltaram suas preocupações muito mais para a prática da vida cristã, do que para a organização de sumas teológicas e os sistematismos em si.

Veja o que diz um dos maiores teólogos ortodoxos bizantinos da atualidade:

“O Oriente nunca teve simpatia para com as “Sumas teológicas” nem para com os sistemas escolásticos. Toda formulação ou definição excessiva provoca desconfiança espontânea. É convicção inata, que vem dos Padres da Igreja, que não é bom especular sobre os mistérios; vale mais contemplá-los e deixar-se iluminar, penetrar por sua luz. Não racionalizado, o mistério torna-se iluminador. Donde um tipo de espiritualidade muito mais litúrgica e iconográfica que discursiva e doutrinária. Por isso, o estrito necessário dos dogmas nunca é separado da liturgia, nem a palavra, da vida. Os concílios formularam os dogmas como um canto de louvor, com forma de doxologia, para que possam entrar facilmente na própria trama da liturgia. Assim a “Trindade consubstancial e indivisível”, o hino do “Filho Unigênito”, o credo; ao mesmo tempo, os dogmas, erguem-se em contemplação sobre os ícones das festas litúrgicas. A Igreja santifica e ora mais do que ensina e formula”.

– Paul Evdokimov (Teólogo ortodoxo russo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here