Início Devocionais O estabelecimento da Páscoa cristã

O estabelecimento da Páscoa cristã

405
0
COMPARTILHAR

A Páscoa é uma celebração originariamente hebraica. A palavra “páscoa” vem do vocábulo hebraico “pessach“, que significa “passagem por cima” ou “passagem por alto“. É a passagem do anjo da morte, o qual viria sobre todo Egito, como cumprimento da 10° praga. Este anjo iria matar todo o primogênito no Egito, de todos os povos.

Para aqueles que quisessem se livrar, deveria-se sacrificar um cordeiro e passar seu sangue nos umbrais das portas. A porta que tivesse aspergida de sangue, o anjo passaria por cima desta casa ou pelo alto dos umbrais, e não entraria ali. Desta forma, muitos sacrificaram o cordeiro e aspergiram seus umbrais, assim como celebraram este momento com pães ázimos e ervas amargas, e foram livres da passagem do anjo. Podemos ler isso em Êxodo 12.

Após a 10° praga atingir o Egito, Faraó decidiu libertar o povo e deixá-lo livre. É aí que ocorre outra passagem, que é a do povo de Israel pelo Mar Vermelho, do Egito para a Terra Prometida, simbolizando a passagem do cativeiro para a liberdade. Isso pode ser visto em Êxodo 14.

Jesus Cristo, como todos os judeus, celebrava a Páscoa anualmente, como vemos em Lucas 2.41. Porém, em sua última semana de vida, Jesus deu um novo significado à Páscoa: agora os seus seguidores deveriam ceiar repartindo o pão que simbolizaria o seu corpo que se sacrifica por todos, e beber o vinho como símbolo do seu sangue que é aspergido em sacrifício por todos: Mateus 26.20-29; Marcos 14. 12-25; Lucas 22.14-20.

Desde então, nós cristãos celebramos a Páscoa como o momento de passagem da morte para a vida em Cristo Jesus. Sua passagem da morte para a vida que se dá no domingo, ou seja, sua ressurreição, é também a garantia da nossa passagem da morte para a vida. Em Cristo, a esperança da vida eterna ressurge e se comunica com toda a humanidade. E a Ceia pascal é a nossa rememoração disso.

Portanto, a Páscoa é a mais importante das celebrações cristãs e deve ser comemorada com consciência, através do ensino de seus reais significados. Não confundamos com os apelos comerciais de coelhos, ovos e chocolate.

Vamos ensinar às nossas crianças que celebramos a vida eterna, em Jesus Cristo, que nos tirou do cativeiro do pecado para a liberdade de vida, da Babilônia para a Nova Jerusalém, através do seu sacrifício, da aspersão do seu sangue que nos limpa de nossos pecados. A Páscoa é a celebração da nova vida de Jesus, de sua ressurreição e, por conseguinte, da nossa futura.

Obs.: na foto, ícone chinês representando a Última Ceia.

Prof. Lucas Gesta – Filigranas de História da Igreja

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here